MISSÃO HUMANITÁRIA EM MOÇAMBIQUE

 

Na noite de 14 para 15 de março de 2019, o ciclone tropical Idai, atingiu a costa central de Moçambique na região da cidade da Beira com trajetória para o interior. O ciclone, com ventos na ordem dos 200 km\h, trouxe grande destruição, causando incalculáveis danos e inundações, colocando milhares de Moçambicanos isolados, sem casa e sem acesso a bens de primeira necessidade. O numero vitimas foi aumentando dia a dia com o abaixamento do nível das aguas dos rios e a remoção dos escombros.
Cabo Verde após a noticia recebida, num ato de solidariedade, se predispôs a ajudar. De imediato vários militares se predispuseram a integrar a missão Humanitária, de forma a dar o maior contributo possível para os moçambicanos.
Destacados para esta missão, vale a pena realçar todas as pessoas que participaram da missão, destacando os militares voluntariados, o Major Fernando Pereira Tavares, o Primeiro-tenente Rolando Pedro Lima Monteiro, o Primeiro-tenente Mário Sérgio Mendes Évora que com o seu esforço e disponibilidade deram um grande contributo ao povo moçambicano e o Primeiro-tenente Manuel Fonseca Raimundo, que fez parte da missão no âmbito do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros.

 

  • Pupilos
  • Policlínica