XXIV ANIVERSÁRIO DA GUARDA COSTEIRA

Dia do Patrono, Comandante Eduardo dos Santos

O Comando da Guarda Costeira, neste ano de 2017 está comemorando o seu XXIV Aniversário. Embora a data tenha sido comemorada desde anos anteriores, é de referir que o dia da Guarda Costeira e do seu Patrono foram instituídos através da resolução nº 6/2010 de 5 de abril, passando assim a ser formalmente designado como Patrono da Guarda Costeira, o Comandante da Liberdade da Pátria, Comandante Eduardo dos Santos, conhecido por todos através da alcunha “Tchifon” e, escolhido o dia do seu nascimento como dia da Guarda Costeira.

 

O ato Central das comemorações aconteceu no dia 11 de outubro do corrente ano, na sede deste Comando em São Pedro, na ilha de São Vicente, e foi presidida pelo Chefe do Estado Maior das Forças Armadas, Major General Anildo Emanuel da Graça Morais.

 

Destaca-se ainda que as atividades para comemorar o dia do Patrono começaram pela manhã do dia 11 de outubro com o içar a Bandeira Nacional, colocação de coroa de flores na campa do Patrono entre outras atividades, como atribuição de louvores à Guarda Costeira.

 

O Chefe do Estado Maior das Forças Armadas, Major General Anildo Morais condecorou com a Medalha de 1ª Classe de Serviços Relevantes e postou a medalha no estandarte da Guarda Costeira, como forma de reconhecimento público, tendo em conta que este é momento oportuno para reconhecer e enaltecer os esforços, capacidades, competências e sacrifícios que fizeram das Forças Armadas uma das mais prestigiadas instituições do nosso país que transmiti confiança aos cabo-verdianos.

Esta condecoração é uma forma de fortalecer ainda mais o objetivo do Comando da Guarda Costeira, de operar mesmo com todos os desafios que enfrentam. Os militares deste ramo continuem a cumprir as suas missões sem se esmorecer  como lhes são determinados.

A Guarda Costeira tem-se destacado quer na preparação para a defesa militar do país, quer no cumprimento de outras missões como as de busca e salvamento, patrulhamento das nossas águas e no apoio à sociedade civil, o que intensifica ainda mais a valor de preservar a memória do seu patrono, Comandante Eduardo Santos, e a importância das Forças Armadas de Cabo Verde.

O chefe do Estado Maior das Forças Armadas afirmou no sue discurso que nesses 50 anos de história das Forças Armadas de Cabo Verde, a Guarda Costeira tem desempenhado um papel de realce, que resulta do empenhamento dos seus efetivos e meios existentes para dar resposta as demandas que lhes são atribuídas.

Parabéns!! Comando da Guarda Costeira

  • Policlínica
  • Pupilos